16 de maio de 2018 às 15:25

Trump revela em documento que reembolsou gastos de advogado

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou em documento que fez um pagamento de entre US$ 100.001 e US$ 250 mil a seu advogado pessoal, Michael Cohen.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou em documento que fez um pagamento de entre US$ 100.001 e US$ 250 mil a seu advogado pessoal, Michael Cohen.

A revelação está em uma nota de rodapé de um documento entregue ao Escritório de Ética Governamental, que o presidente é obrigado a preencher. 

O pagamento discriminado pode ter relação com os US$ 130 mil pagos por Cohen à atriz pornô Stephanie Clifford, conhecida como Stormy Daniels; o dinheiro teria sido pago para que ela não falasse sobre um suposto caso amoroso dela com Trump. O presidente nega ter se relacionado com ela.

A nota no documento diz que o presidente reembolsou Cohen por gastos e que Trump não era obrigado a revelar o pagamento, mas que o fez "no interesse da transparência".

Há duas semanas, o ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, causou polêmica ao dizer que Trump tinha feito o reembolso a Cohen, já que, até então, o republicano negava que soubesse do pagamento à atriz pornô.

O caso entre Trump e Clifford teria acontecido em 2006; já o pagamento teria sido feito semanas antes das eleições de 2016.

Desde que o caso foi revelado, em fevereiro, Trump nega qualquer relação com a atriz. Já Cohen dizia que era dele o dinheiro pago pelo acordo com Clifford, que processa os dois para anular o pacto de confidencialidade.

Depois da fala de Giuliani, Trump confirmou que tinha feito o reembolso; mas, um dia depois, voltou atrás e disse que Giuliani tinha se enganado e que o advogado ainda estava se inteirando do caso.

Críticos de Trump dizem que o pagamento a Clifford pode ter violado as leis eleitorais americanas, já que se configuraria um empréstimo de Cohen à campanha, que teria que ter sido declarado.

Segundo Giuliani, o pagamento não violou a lei eleitoral porque o dinheiro não saiu dos fundos de campanha.

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo